Home

Resenha de Veja Salvador

A boa localização, no boêmio Rio Vermelho, o chope sempre gelado, os petiscos tradicionais preparados no capricho e o atendimento personalizado compõem a receita da casa, eleita mais uma vez a melhor na especialidade. A atenção aos clientes, aliás, é levada muito a sério. (...) Entre os pratos, o mais requisitado é o arroz de polvo, que serve duas pessoas. O suculento medalhão de avestruz ao molho de vinho, novidade na casa, já faz sucesso. Em porção individual, é guarnecido de purê de mandioquinha. Entre os petiscos, a carne-seca com farofa d'água é campeã de pedidos. Saem cerca de 800 porções ao mês. A lasanha nordestina, também recém-incluída no menu, combina purê de mandioca, carne-seca e molho branco, levados ao forno para gratinar. Dos bebes, tanto o chope quanto as caipiroscas de frutas da época são imbatíveis. Mas se o freguês preferir sua própria receita, o barman está a postos.

http://vejabrasil.abril.com.br/salvador/editorial/m182/bares#boteco
melhor da Veja em 2007 - melhor boteco